Páginas

Sunday, 4 December 2016

Posts doces...

Mousse de Manga
Pavlova de morango
Bolo de bolacha
e dois bolos sponge com creme de ovos!

Este post está cheio de calorias...
E a minha barriga também!

Dia feliz e abençoado!

Com amor,

IE

Tuesday, 29 November 2016

As festividades que se aproximam...

Ando cansada, chateada e ando muito desmotivada...
Ter os miúdos doentes também não ajuda...e há dias bons e outros menos bons!

Hoje é um menos bom por diversos motivos:

Os "terrible two" e a Táta, têm sido um desafio à minha paciência...e ela - a paciência - nunca ou quase nunca aguenta...e muitas vezes dou por mim aos berros com a miúda, comigo e com o mundo!
Entro num sistema nervoso tal, que uma bomba atómica ao meu lado são cócegas...

Ela deixou de comer - antigamente tinha um apetite enorme e de há uns tempos para cá só quer leite, leite e leite - chora, esperneia, grita...deixou de dormir as sestas...e eu juro por Deus que às vezes ela parece que fica possuída!...

A relação dela com a minha sogra (que está connosco desde finais de Setembro) também não tem sido pêra doce...se por um lado brincam juntas, às compras...e com os legos, por outro lado, o ódio/raiva/medo...eu sei lá o que lhe chamar...salta ao de cima e eu não posso nem sequer falar com a minha sogra...ou então a minha sogra não pode mexer-se ou inclusivé respirar...que tudo parece afectar a miúda...e se ela está atravessada, desata logo aos berros e faz birras monumentais...
Adivinhem lá para quem sobra?

Para a "Je"...óbvio...e depois só quer colo e ficar colada a mim..
.
Acreditem que este comportamento tem sido bem difícil de gerir...e às vezes fico exausta porque já não sei mais o que fazer ou como agir! Não lhe vou constantemente bater...e pela conversa já sei que não resulta!
Ela não era assim com a minha mãe...e parva fui eu por idealizar uma realidade que infelizmente não aconteceu...

Pensei eu que o Vincent fosse aquele que - por ser mais pequeno - me fosse dar mais trabalho...mas como a minha avó dizia..."a pensar morreu um burro"!
E agradeço todos os dias (mesmo que às vezes não pareça) de ter cá a minha sogra para me ajudar com eles! O Vincent adora-a...e partilha muitas gargalhadas com ela!
Ao menos que uma das crianças esteja feliz...

Mas adiante com os meus desabafos e vamos ao que interessa...

Está a chegar Dezembro...

Se soubessem as saudades que tenho da minha família!
Tenho-as sempre, mas fico especialmente nostálgica nesta altura do ano...em que as festividades natalícias remontam ao tempo em que éramos todos (mais) unidos.

Um à parte para os comentários que provavelmente vão aparecer:
Sim, já sabemos...O Natal...é uma "festa do consumismo"...ou então (o que eu mais ouço)..."não é preciso ser natal para estar com a família", etc etc e tal.
Cada um pensa o que quer e como quer...mas devemos aceitar que todas as pessoas pensam de forma diferente e considerar que existem mais opiniões que não as nossas...portanto, aceitem a minha, como eu aceito a vossa!

Nesta época, recordo-me das viagens ao norte, da família completa à volta da mesa - sempre composta e bonita, recordo-me do pinheiro de natal delicadamente enfeitado, do presépio gigantesco sobre o musgo, da nossa inocência, da nossa excitação e sobretudo da nossa traquinice...no entanto...recordo-me também da missa do galo e das nossas noitadas depois da meia noite, a fazer um puzzle ou a brincar com um ou qualquer presente engraçado que possamos ter recebido à meia noite....até sermos forçosamente mandados para a cama pela minha mãe, pai ou tio (sim, a nossa tradição é abrir os presentes à meia noite, quem adormecer abre no dia seguinte de manhã).

Quem fala do natal do norte, fala também do natal no Barreiro...em que, com a nossa ajuda e sobre as mãos da minha mãe se tentava criar o mesmo tipo de ambiente já referido...

O meu pai adora(va) esta altura do ano! Todos nós, aliás, mas ele...recordo-me tão bem dele se fechar no escritório a embrulhar os últimos presentes que tinha comprado já em cima do acontecimento,
Até se reformar...foi sempre o trabalho que lhe ocupou mais tempo, mas ainda assim...nesta altura, ele fazia sempre uma última corrida às lojas antes delas fecharem as portas...!

Os anos passaram...E ficou isto...a recordação!
E não consigo deixar de me sentir triste...vazia mesmo...
Apesar de pertencer a uma família grande - éramos 6 em casa, a contar com os meus pais -...cada um seguiu o seu caminho e cada um construiu a sua própria família...
Quando há oportunidade encontramo-nos, óbvio!...mas os seis, num todo...nunca mais passaram um Natal juntos!
E agora ia ser tão giro...com os primos todos juntos a correr pela casa...e eles próprios, a construir memórias parecidas às nossas!

As minhas decorações ainda estão no sótão e muitas vezes a árvore só é montada a 17 de Dezembro...
O montar da árvore era um acontecimento feito, num serão e em família...sendo o mais novo dos irmãos (apesar da luta), incumbido de colocar a estrela no topo da árvore....
Hoje em dia, este ritual, costuma ser feito por mim e somente por mim...pois o maridão não liga de todo a esta época.

Tenho andado a mentalizar-me que este ano as coisas deveriam ser diferentes, que deveria montar a árvore de natal agora, no inicio do mês.

A Táta tem dois anos e quase meio...e este será o primeiro natal que ela vai entender como Natal...

Será que a quero privar disto?

Ou deverei eu começar a criar memórias com ela?

A questão do pai natal andou a assombrar-me a cabeça.
Aqui em Inglaterra é Santa Claus a torto e a direito...e eu não acredito muito na figura do pai natal, apesar de saber que ela...quando for para o colégio, escola...etc...vai ser bombardeada com essa realidade.
Mas eu não fui criada nessa ideia, fui criada na figura do menino Jesus - que a meu ver tem muito mais lógica...
Deverei manter a minha tradição ou ir de acordo com as massas?
Opiniões?

(é giro eu continuar a pedir opiniões...quando tenho a certeza que já tenho a minha formada...mas nunca se sabe! Alguém pode sempre aparecer com uma opinião/conselho fantástico)

Mas como mãe de duas crianças e casada com alguém que não liga de todo a esta época..conseguem entender a minha dificuldade?

Apesar de todas as opiniões sobre o natal...e de o facto de ser ou não uma "festa consumista", não me invalida de querer reviver e reavivar o meu passado!
Certo?

Afinal...das mais belas recordações que tenho são dessa época...e a isso agradeço de coração aos meus pais que sempre acreditaram na magia e nos fizeram acreditar na magia!

E é nisso que quero criar e educar os meus filhos...
Nessa magia!

Com amor,

IE

Wednesday, 9 November 2016

Hoje foi dia...

Hoje foi dia de:

Mudar o corte de cabelo,
Descobrir um café português bem ao lado de casa
e
matar saudades de uma bola de berlim!


Alguém é servido?


O meu coração aplaude de alegria e o meu estômago também...

Sem dúvida um dia feliz!

Com amor,

IE

Thursday, 3 November 2016

3 meses e meio de Vincent - Parte II (relacionamento com a Táta)

O chegada do Vincent veio alterar a nossa vida...ou melhor, a vida de todos nós nesta casa!



Uma das coisas que mais me perguntaram - desde que o Vincent nasceu - foi o relacionamento entre a Táta e o mano. Para vos explicar este relacionamento, eu não poderia - DE TODO - escrever três ou quatro linhas! Daí ter "nascido" este post!

Quando eu e o maridão decidimos ter um segundo filho, pensámos sempre na diferença de idades e do que seria ou não previsível de acontecer.

Eu tenho uma diferença de um ano e um mês da minha irmã e ele tem uma diferença de cinco anos do irmão. Eu sempre defendi que a proximidade de idades era melhor, até porque (e muito sinceramente) não me recordo da minha vida sem a presença da minha irmã...no entanto, no caso deles, a diferença de 5 anos, fez com que existisse um maior afastamento enquanto cresciam, até porque um já estava em idade escolar enquanto que o outro estava a aprender a andar.

Assim sendo decidimos entre nós que a diferença deveria rondar os dois ou no máximo três anos (por uns dias acabou mesmo por ser quase dois anos de diferença)...Decidimos assim até por razões de logística pessoal, familiar e de trabalho.

O quão enganada eu estava!
Não importa se a diferença são 2, 3...4 ou até 5 anos!
(podem, claro está, existir excepções à regra...nós até temos alguns exemplos...mas no nosso caso, não foi uma excepção à regra!)

A Táta não aceitou nem muito bem nem pouco bem o irmão. 


Não o aceitou e pronto!

Apesar de durante toda a gravidez ela ser bem amável e protectora da minha barriga....apesar de lhe termos explicado que vinha um mano a caminho, de a termos levado às consultas da midwife, de a pôr a ouvir o coração do irmão e de a termos levado a um scan 3D...o que é certo é que, quando ela entrou no hospital e me viu com ele nos braços não reagiu nada bem.

Durante as primeiras semanas foi muito complicado gerir este relacionamento...e confesso que algumas vezes até me senti "culpada" por ter decidido ter um segundo filho e a fazer passar por todos estes sentimentos e lutas interiores.

Na minha cabeça - durante este período -  ficou uma coisa que a conselheira de amamentação me disse enquanto um desabafo meu sobre o assunto:

"Imagina o seguinte: o teu marido, que tanto amas...aparece em casa com outra mulher e diz-te...Agora tens de amar esta pessoa! Como é que reagias?"

E eu fiquei a pensar que de facto isto faz todo o sentido!

Até aquele momento foi sempre ela e eu/ela e nós.
Todas as nossas atenções estavam viradas para ela...e de repente, passaram a ser divididas!

Não era estranho ela estar em choque...não era estranho ela não conseguir gerir tudo isto!


Um dos meus grandes apoios durante esses primeiros dias foi a presença da minha mãe, que mal ou bem, acabava por a entreter com outras coisas e tentava tirar-lhe a atenção da nossa atenção sobre o mais pequeno (se é que me faço entender).

Mas durante os primeiros dias foi difícil. Difícil ao ponto da minha filha não querer que eu amamentasse o irmão!

Quando lhe perguntava se queria pegar no irmão, ela respondia logo que "Não!" (ou então fingia que nem me estava a ouvir).
A distância que ela mantinha dele, era a que mandava o protocolo...a distância de uma mãe e uma almofada, como vemos na fotografia!

Foi uma fase complicada...mas como todas as fases da nossa vida, nada melhor do que o tempo...e o que é certo é que aos poucos ela foi aceitando a presença dele!

Há dias excelentes, outros bons e outros menos bons.

Nalguns dias até somos beneficiados por assistir a uns "tantruns" horrorosos...em que finge que chora como um bebé enquanto está de joelhos no chão...

Conhecem a Peppa Pig?
Ela tem um irmão, o George! Esse porquinho chora a toda a hora...e é esse tipo de choro fingido que a Táta adoooora fazer.
"Huuuuããããã, Huuuuuãããã!" 
Que coisa mais irritante, diga-se de passagem! Mas fazer o quê? Digam-me lá o que se faz nessas alturas?

Recordo-me quando ela o pegou ao colo pela primeira vez...
e recordo-me também nas lágrimas que derramei a pensar  

"Boa! Isto vai ser possível"



Quando a levamos para a cama, ela tem o habito de dizer "bye bye pai, bye bye gato, bye bye avó...etc" e recordo-me também quando ela FINALMENTE, à bem pouco tempo, o inseriu também na lista.
Agora o "Bye bye mano" já faz parte do ritual e sai-lhe da forma mais natural possível.

Já lhe dá festinhas (algumas mais brutinhas, naquele jeito delicado dela),
Já lhe dá beijos...
Já pede para o pegar ao colo...

Assim que acorda, vai logo ao nosso quarto, a dizer "o mano tá óó"...

Cada vez que lhe mudamos uma fralda, ela também quer ajudar...e depois faz-nos a descrição anatómica dele "O bigo do mano, o niniz do mano, ozólhos do mano, a boca do mano, a mão do mano, o pé do mano, a oêia do mano"...e o que mais lhe apetecer do mano.

Decidimos ainda que ela precisava (e eu também) de um tempo nosso.
Eu e ela,
Só nós, como antigamente!

Assim sendo, todas as semanas, temos pelo menos duas sessões de open play no childrens center aqui da zona e uma aula de natação.
Estes momentos só nossos, melhoraram bastante o ambiente familiar e a estabilidade dela!

O que é certo, é que nestes 3 meses e meio, esta luta interna está a acabar.

Ela já entende que ele existe, está cá e que não vai embora!

E como se costuma dizer..."Se não os podes vencer, junta-te a eles!"






 




Com amor,

IE

Wednesday, 2 November 2016

3 meses e meio de Vincent - Parte I

Pois é...Voltei a este meu espaço...confesso que já tinha saudades!
:)

Antes de começar a escrever, escrever e escrever....achei que seria fundamental contar a minha última e melhor novidade...que já tem 3 meses e alguns dias.

O Vincent nasceu no dia 18 de Julho de 2016.

De 17 para 18 comecei a sentir algumas cólicas...não passava das 3h da manhã e elas eram bem ligeiras.
O maridão estava a trabalhar no último dos 4 dias do turno da noite.
Apesar da excitação, não me levantei, nem acordei ninguém...aproveitei para descansar o que conseguisse durante a noite.
Quem é mãe de segunda viagem, sabe como tudo começa...e aquelas cólicas eram o inicio deste dia tão aguardado e esperado por nós.

Por volta das 8h da manhã, enquanto tomava o pequeno almoço com a Táta e a minha mãe, o maridão chegou. Disse-lhe logo que infelizmente não podia ir para a cama dormir porque as cólicas não tinham parado e passaram a ligeiras contracções.
Depois, avisei a minha amiga que tudo se preparava para o acontecimento e que ia precisar que ela ficasse com a Táta.
Obrigada Sandra, foste uma peça fundamental neste dia e tenho-te - como sabes - uma gratidão eterna.

Saímos de casa por volta das 9h e fomos andar...andar...andar...Dizem que faz bem, que o bebé se encaixa melhor e que ajuda no parto.
Concordo!
Na gravidez da Táta andei km, mas nesta nem por isso. No entanto, era capaz de nesse dia correr a maratona, porque só me apetecia andar.

O sitio ideal para esse efeito foi o Riverside Country Park,

Ficava perto de casa, junto ao rio e tinha a grande vantagem de ter um parquinho com balouços para que pudéssemos estar e entreter a Táta (e eu, como podem ver na fotografia)


As contracções estavam a ficar mais intensas, mas completamente suportáveis.

Recordo-me que estava um dia de sol...e que o calor era insuportável. Estávamos num dos dias mais quentes que o Reino Unido teve este verão.
Disse a quem me acompanhava..."Ainda temos tempo e está a apetecer-me um bife, portanto...vamos comer um bife?"

O maridão conduziu para o Harvester de Gravesend e lá fui eu comer o bife, a minha salada ilimitada e um gelado do tamanho do mundo...desculpem...mas não tive tempo de tirar a fotografia ao gelado...estava mais entretida a contabilizar as minhas contracções numa aplicação...que, acreditem ou não, a minha mãe apagou acidentalmente no hospital!

Saímos do restaurante e fomos direitos a casa.

As coisas por esta hora já estavam a ficar mais complicadas. A dor começava agora a aumentar de intensidade, mas como aqui no Reino Unido só nos aceitam no hospital quando temos no mínimo 3 contracções em 10 minutos, ainda não estávamos prontos para agarrar nas malas do hospital e ir para lá!

Em casa esperámos pela Sandra. Ela chegou, tomou um cafézito, deu-me o apoio moral que se esperava, desejou uma hora pequenina e saiu com a Táta.
A minha filha foi uma menina grande e portou-se muito bem!

Eram cerca das 15h30 quando ligámos para o hospital. As contracções eram já 3 em 10 minutos.
Assim que falaram comigo, disseram logo para nos pormos a caminho para, assim que chegássemos ao Hospital, eles fazerem a avaliação.

Recordo-me que apanhámos muito trânsito, porque coincidiu com as horas das saídas das escolas e esta zona fica "entupida" de carros.
Recordo-me de ter chegado ao Hospital e até chegar ao Birth Center ter tido pelo menos umas 4 contracções..portanto o trabalho de parto estava bem adiantado.
Recordo-me de durante essas contracções as enfermeiras e voluntárias com quem me cruzei me perguntaram se queria uma cadeira de rodas...e eu recordo-me de amavelmente ter dito que não!
Recordo-me de esperar horas pelo elevador...mas afinal nem foram horas....foras apenas 3 minutos e quase 2 contracções...
Recordo-me de estar quase a chegar ao quarto andar e dizer ao maridão..."vai andando, diz que já chegámos...e que eu já lá chego!"

E cheguei...
Custou, mas cheguei!

Óbvio que assim que lá cheguei não houve avaliação nenhuma. Estava a ter contracções de 2 em 2 minutos...e elas decidiram que eu deveria ir directamente para a "Suite Daisy"!




Começaram a encher a banheira...e fizeram o toque...
Pois bem...estava já com 7 dedos de dilatação!!!

Entrei na banheira...e nem 10 minutos depois estava a fazer força para ter o meu príncipe nos braços. Foi tudo tão rápido.
Desde a entrada do hospital, por volta das 16h, até o Vincent nascer só passou 1h30m.
Como o maridão disse "desta vez nem deu para ficar nervoso..."!

O Vincent nasceu com 3.750kg e 55cm.
Pegou logo bem no peito e estava ali...perfeitinho...

É um menino muito bom.
Deixa-nos dormir a noite praticamente toda.
Está sempre bem disposto, sempre a sorrir e raramente chora. Quando o faz é porque está cansado e quer dormir ou então quando começa a ficar com fome.

Tem o olho azul igual ao da mana (mais uma vez e nesta questão dos olhos puxaram à avó Nini)!

Continua a ser amamentado exclusivamente e com 3 meses e meio pesa 8kg e pouco e já tem cerca 68cm. A roupa que veste é roupa dos 9 aos 12 meses!
Portanto acreditamos que ele vai ser alto!

Apesar dos dias menos bons, das chatices e do cansaço (porque ele existe...mesmo quando dormimos bem de noite)...estamos felizes!


Com amor,

IE

(continua amanhã)


Tuesday, 1 November 2016

Tuesday, 5 July 2016

Passeios em familia

É tão bom ter a mamã por estas bandas....

Andamos a passear em família e a aproveitar os últimos momentos do Vincent dentro da barriguita!
Hoje estamos de 39 semanas!
Vamos ver se ele se mantém no quentinho pelo menos mais uns dias...






Com amor,

IE

Wednesday, 22 June 2016

Beauty reviews à quarta - Musti Eau de Soin - Mustela

Hoje trago um review de um produto que não é nada mais nada menos do que o cheiro da minha filhota!

Na última estadia em Portugal, foi oferecido à Táta - pela prima Marina - um perfume absolutamente delicioso.

Musti  Eau de Soin
Mustela


Musti, da gama Mustela, é uma mistura aromática de notas cítricas subtis e fragrâncias suaves de rosa, lilás, laranja com mel e extractos de camomila - conhecidos essencialmente pelas suas qualidades calmantes e suavizantes.

É acima de tudo gentil à pele sensível dos bebés - pois não tem álcool na sua composição nem parabenos.

Quem quiser pode ainda vaporizar a roupa de cama do bebé pois, como se trata de um produto hipoalergénico e testado por pediatras, não existe o risco de criar alergias ou outros problemas aos mais pequenos.

Opinião pessoal:

Para mim, este é um dos produtos "must have" aqui em casa.
Usamos na Táta desde que lhe foi oferecido e acreditem que o cheiro é realmente fantástico.
Foge um pouco ás fragrâncias infantis em que o limão está (absurdamente) em destaque. 

Nunca causou alergia à filhota...e eu - confesso - uso-o algumas vezes, porque ADORO! 
Para além da vantagem de ficar com o cheirinho dela em mim...

Portanto a minha avaliação é:


Preço:
Aqui por estas bandas, se encomendarmos pelo amazon, conseguimos encontrar este perfume por £16 (50ml) e £55.10 (100ml)
Fórmula: 
Aqua/Water/Eau, PEG-40 Hydrogenated Castor Oil, Parfum (fragance), Glycerin, Sodium Benzoate, Butylene Glycol, 1.2-Hexanediol, Caprylyl Glycol, Tartaric acid, Chamomilla Recutita (Matricaria) flower extract, mel extract/honey extract/extrait de miel. 

Esta foi a embalagem que nos foi oferecida. 
A Táta continua a adorar o ursinho!

Com amor,
IE

Tuesday, 21 June 2016

Maternidade à terça - 37 semanas

37 semanas!
É difícil não pensar que o Vincent pode nascer a qualquer momento.
Se tudo correr bem, aguentamos até às 40 semanas...portanto, ainda temos mais 3 pela frente!

Estes 9 meses são realmente o verdadeiro milagre da vida!
Sinto-me muito agradecida e abençoada por poder vivenciar isto tudo de novo...e repito isto as vezes que forem necessárias!

Creditos: babycenter.com


O Bebé:

Já tem o tamanho de uma acelga (swiss chard)

Mede aproximadamente 48.6 cm
Pesa cerca de 2.900gr

Estes são os últimos dias dentro da barriga da mãe.

O bebê sabe disso e está a preparar-se para adquirir a carinha e o corpo na versão que virá ao mundo.

A partir desta semana, ele começa a perder o lanugo (pelos bem finos que cobriam o corpo), a pele também começou a perder a vernix caseosa (um género de cera que a protegia). Tanto um como o outro são engolidos pelo bebé e posteriormente serão expelidos pelo intestinos através do mecónio (primeira matéria fecal produzida pelo bebé) - usualmente eliminado logo após o parto.

O bebé já pratica os movimentos respiratórios - preparando-se assim para a vida fora do útero e a sua tonicidade muscular está estabelecida. Ou seja, ele já é capaz de agarrar.

Vai continuar a ganhar peso, mas agora só cerca de 70 gramas por semana. 
Assim, se nascer por esses dias, não será considerado prematuro.

A falta de espaço faz com que o bebé mantenha os membros dobrados e junto ao corpo.

O sistema imunitário do bebé continuará a desenvolver-se depois do nascimento. 

Nos primeiros tempos, as defesas naturais do seu bebé serão reforçadas com a amamentação devido aos compostos que lhe transmite através do leite materno. Os ossos são flexíveis e a ossificação e endurecimento progridem.

Às 37 semanas, o bebé é considerado um bebé de termo e pode nascer a qualquer momento. 
Aconselha-se a ter a mala da maternidade à mão (a da mãe, do bebé e do marido/companheiro).

Também nesta altura poderemos contratar ajuda para fazer uma limpeza mais profunda e geral à casa e para ter à mão o essencial para quando se regressar da maternidade/hospital com o novo rebento.
É para aproveitar agora algum tempo livre e confirmar que se tem tudo o que precisa.

Continuam os movimentos intensos: mais sentidos à noite e durante a hora de almoço

Sintomas desta semana:

- Muito sono esta semana
- Durmo durante a noite, mas até adormecer demoro sempre bastante tempo. Só por volta da 1h da manhã é que consigo que o meu corpo fique mais relaxado e acabo por adormecer.
- Algumas idas nocturnas ao wc para urinar.
- Melhorias no refluxo, mas falta de apetite. Parece o inicio da gravidez: apetece-me tudo mas depois acabo por não comer nada, porque - vá-se lá entender - afinal não me apetece nada.
- A ciática do lado esquerdo continua, esta semana menos agressiva (acho que só houve um dia em que me queixei valentemente)
- Alguma preguiça nas tarefas domésticas. No entanto, tento sempre manter a casa mais arrumada ao final do dia, quando a Táta vai para a cama.
- Dores no fundo da barriga. Hoje tive consulta de midwife e já constatámos que o Vincent já começou a ficar encaixado (ainda não totalmente)
- Próxima segunda feira temos a visita ao Birth Center local. Gostava que o Vincent tivesse o mesmo tipo de parto que a irmã. Natural e na água. Vamos ver como as coisas correm.
- Desejos: Como não me anda a apetecer muita coisa, mantive-me pela melancia, comprei cerejas, e noto que tenho mais apetites por coisas frescas, sejam elas: sumos, gelados, batidos...mas tudo o que se serve frio para mim está óptimo.


Video 37 semanas:

Fotos da Barriga:






Com amor,
IE

Monday, 20 June 2016

Gulodices à segunda - Pimentos recheados com carne de vaca e queijo feta

Aqui está um prato que gostamos cá em casa, que se cozinha com alguma frequência nos restaurantes portugueses e que eu já não faço há algum tempo.
Confesso que esta é uma versão melhorada...(a minha é um pouco mais básica e não leva queijo feta nem tantos condimentos).
O queijo feta não pasteurizado por enquanto ainda está fora do menu aqui da gravida...mas irei com certeza fazer brevemente esta receita...
Afinal de contas...estamos bem perto da meta final....


Pimentos recheados com carne de vaca e
queijo feta


Ingredientes:
 
 - 4 pimentos vermelhos grandes
- Meia cebola vermelha picada
- 250gr de carne de vaca
-85gr de queijo feta desfeito
- 6 azeitonas pretas cortadas aos pedaços
- 21gr de salsa fresca picada
- 21 gr de hortelã fresca picada
- sal e pimenta

Preparação:

- Pré-aquecer o forno a 200ºC
- Aconselha-se o uso de pimentos que tenham uma base mais achatada/plana, de forma a conseguirem ficar em pé durante o tempo de cozedura no forno.
- Cortar o topo dos pimentos e retirar todas as sementes que existam
- Guardar de lado e guardar o topo dos mesmos (que posteriormente vão servir de tampa)
- Numa taça média misturar os restantes ingredientes
- Temperar a gosto com sal e pimenta
- Mexer muito bem de forma a que fique uma pasta uniforme
- Separar a carne em 4 partes e rechear os pimentos
- Colocar no forno pré'aquecido cerca de 40 a 45 minutos
- Retirar do forno e deixar arrefecer por 5 minutos
- Servir

Video:



Espero que gostem,
Bom proveito!

Com amor

IE

Sunday, 19 June 2016

Resumo da semana ao domingo

Cá estamos nós...
Mais uma semana que passou...

O sol ainda espreitou tímido nalguns dias, mas esta semana destacou-se pelo mau tempo, chuva e  trovoada...enfim...tudo aquilo que podemos esperar do belo verão inglês.

Hoje - e pelo menos isso - tivemos solinho bom durante todo o dia e cerca de 20 graus - Ok...não parece muito - mas acreditem, é muito bom!

Estes dias serviram mais para arrumar e despachar a roupa toda do Vincent e iniciar a mala do hospital!
Ainda me faltam comprar umas coisas...mas já está praticamente feita!

O maridão esteve mais uma vez no turno da noite e isso acaba por atrapalhar um pouco a logística caseira...porque com o mau tempo, nem sequer consigo ir ao parque com a pipoca...

Manter uma casa minimamente silenciosa - para ele poder dormir - com uma criança de quase 2 anos que salta a sesta da manhã e a sesta da tarde...é dose e merecedor de um óscar! - Best Mummy of the world! (no mínimo...)

A Táta...e acho que já me tinha queixado anteriormente - anda a saltar as sestas. Já não há aquela coisa de dormir uma hora de manhã e uma hora à tarde como existia antes de irmos para Portugal.
É certo que se me deitar com ela...durante a parte da manhã, na nossa cama, ela é capaz de adormecer....mas adormece em cima de mim, o que faz com que eu não consiga soltar-me da teia dela para fazer tudo aquilo que preciso...!

Quando o Ruben está de noite, não levo a pipoca para o quarto..,Sobra o sofá da sala...e escusado será dizer que ela pode até ficar quietinha...mas não dorme!

Ontem, finalmente, dormiu a sesta na nossa cama!
O maridão andou na galhofa com ela, para cima e para baixo. Foram para o jardim andar de balouço...e ás tantas...já estafada...acabou por lhe pedir chucha e leitinho.
Vieram para dentro e eu trouxe-a para cima. Acabámos mesmo as duas por adormecer (sim...ando estafada)...enquanto o maridão acabou por preparar o resto do almoço.
Já nem saímos da parte da tarde... e ficámos mesmo pelo sofá a descansar!

Hoje...como tivemos sol, FINALMENTE SOL...aproveitámos e fomos dar uma volta.

Da parte da manhã resolvemos ir visitar o Farmers Market em Rochester. Um mercado que se realiza sempre no terceiro domingo do mês e  onde podemos encontrar produtos de agricultores locais.

Vimos de facto algumas coisas interessantes, mas ficámos um pouco decepcionados pelo tamanho da feira. Eram barraquinhas pequenas...e não mais do que 20.
Vegetais só estavam disponíveis para venda numa delas... e fruta...em duas! Depois haviam outros produtos como mel, doces, carne, peixe, plantas e coisas artesanais.

Quem pesquisa no google vê imagens fantásticas e uma oferta diversa...mas acreditem...estava muito pobre mesmo!

Viemos almoçar a casa...e como nos estava a apetecer um gelado...saímos porta fora e fomos à aventura sem destino.

O carro levou-nos até Dymchurch! A cerca de uma hora de casa.

Gostámos...
É uma aldeia pacata, com uma praia enorme...e com um parque de diversões (pequeno) para a miudagem! - A Táta delirou com tudo...especialmente com a praia! Nem o vento a demoveu de andar a correr...

Os bares, os cafés e os pubs estavam cheios de gente mostrando-nos que existe algum comércio bem activo por aqueles lados.
O estacionamento é caro - pelo menos foi a nossa opinião..e acabámos mesmo por estacionar gratuitamente umas 4 ruas mais abaixo.

Na hora do bendito gelado...
O maridão comeu o dele todo e o meu...digamos que metade dele foi digerido pelo pequeno ser que denominamos de Táta.

Que GULOSA...!!! (e é sempre a minha comida que tem de ser partilhada....Mãe sofre!)

Foi uma tarde animada e passada em família, como se quer e se gosta!
É uma benção podermos partilhar estes dias assim entre nós...junto ao mar, com areia e o sol a aquecer-nos o coração...

Aqui fica um cheirinho da nossa tarde:

  






 



Uma boa semana para todos,

Com amor,

IE

Saturday, 18 June 2016

Arte ao sábado - "I Love You" - Omar Faruk Tekbilek




Omar Faruk Tekbilek (1951)
Música: "I Love You"
Album: One Truth, 1999
Website:http://www.omarfaruktekbilek.com/

Com amor,
IE 

Friday, 17 June 2016

Menu semanal à sexta - 20 a 26 Junho

Bem vindos a mais uma sexta feira e com ela....o nosso menu semanal.

A semana que passou não me portei muito bem. Confesso que alguns pratos não foram feitos e outros simplesmente substituídos porque me deu preguiça de os fazer, ou porque a minha cabeça se esqueceu de descongelar alguns alimentos...

Acontece aos melhores...

Espero que esta semana as coisas andem mais controladas...e eu menos despistada!


Observações: Domingo que vem vamos almoçar em família e, como tal, não contemplámos nenhuma refeição! No entanto, podem sempre substituir pela pizza caseira e fazer qualquer coisa mais light ao jantar.


Bons cozinhados a todos

Com amor,

IE

Thursday, 16 June 2016

DIY à quinta - Carimbos para actividades infantis

O canal Nifty do Youtube, decidiu partilhar uma coisa fantástica para fazer (pelo menos no meu caso) com a mais pequena...
Quem preferir não o fazer para actividades infantis, pode utilizar os mesmos em e para pequenas decorações.

Carimbos de EVA para actividades infantis

Materiais:

- Madeira
- lixa
- EVA (Ethylene-vinyl acetate)
- X-acto
- cola spray

Opcional: tinta e marcador



O vídeo explica bem como fazer e como tal, acho que não preciso de colocar aqui o passo-a-passo....

No entanto, depois de uma pesquisa mais profunda no Pinterest, tenho algumas sugestões a fazer, e quem quiser, pode facilmente alterar este projecto:

1) em vez de EVA podem ser colocados no carimbo pequenos botões, de diversos formatos...
button stamps, lots of possibilities for easy sig or letterbox #geocaching stamps:
credito: marthastewart.com
2) Neste projecto a madeira é utilizada como base...contudo, para os amantes de vinho...ou para aqueles que simplesmente guardam as rolhas das garrafas, podem utilizar as mesmas como base e não precisam passar toda aquela questão do "cortar" e "lixar" a madeira..
É mais prático, mais seguro e mais reutilizável
cork stamping -  create stamp form styro and glue to cork:
credito: duitang.com
3) Quem ainda preferir e tiver jeitinho para trabalhar a cortiça, pode ainda - directamente na rolha - personalizar o carimbo
tampon_bouchon_liege:
credito: monmariagepascher
4) Para quem quiser uma versão low cost, pode sempre aproveitar aquilo que a natureza nos oferece e fazer disso um carimbo.
Exemplos: batatas, espiga de milho, limão, folhas...etc
Fica ao critério e imaginação de cada um!

créditos: graftgawker, stylink, studioonline.co.uk, trendenser.se 

Agora se preparem, porque se não tiverem cuidado, vão começar a aparecer carimbadas em diversos locais da vossa casa!
A nossa imaginação é boa, mas a das crianças é bem mais alargada...
Afinal de contas: o mundo é para explorar!!!

Com amor,

IE

Wednesday, 15 June 2016

Beauty reviews à quarta - Gel de mãos "mum&me" - Cussons

Depois do grande primeiro surto de gripe H1N1 - mais conhecida por gripe A ou então gripe suína - o gel antiséptico passou a estar espalhado em todos os cantos do mundo (escritórios, aeroportos, casas de banho públicas, hospitais...em qualquer local lá encontramos um doseador com esse líquido fantástico).

Os cuidados a ter na rua, devem primeiro que tudo, terem-se em casa.
Assim sendo, uma das coisas que não dispenso trazer na mala da Táta e futuramente na mala do Vincent é:

Gel de mãos 
"mum&me" 
Cussons.


O primeiro contacto que tive com este gel foi há dois anos, quando me ofereceram um "pack" da marca para futuras mamãs.
Utilizei todos os produtos e adorei...mas este terá sido aquele que comprei com maior frequência, ok...este e um spray que guardarei para falar noutro post.

O que eles prometem:

Mata 99.9% das bactérias
Prático para trazer sempre à mão e ficar protegido a toda a hora
Perfeito para usar antes de alimentar o bebé ou depois de mudar as fraldas
Frasco de 50ml


Opinião pessoal:

Uma das primeiras coisas que mais me agradou neste gel de mãos é o seu cheiro. Ao contrário de muitos que têm um cheiro extremamente forte e desagradável a álcool, este tem um cheiro mais perfumado.
Não secar tanto as nossas mãos como os produtos do género é outro bónus.
Outros pontos a favor são: pode-se usar durante a gravidez, é hipoalergénico, não tem parabenos e não é testado em animais.



Fórmula:

Alcohol denat, Aqua, Glycerin, Carbomer, Parfum, Aminomethyl Propanol


Preço:

Não sei se existe à venda noutro país que não o Reino Unido. mas por aqui, cada frasco ronda os £1.10. Já comprei - em promoções - dois ao preço de um.


E vocês?
Utilizam este tipo de gel?
Qual o vosso favorito?

Com amor,

IE

Tuesday, 14 June 2016

Maternidade à terça - 36 semanas

36 Semanas!
Foi dia de scan...e estamos a preparar-nos para esta etapa final!



Creditos: Babycenter

O Bebé:

Já tem o tamanho de uma alface-romana

Mede aproximadamente 47.4 cm
Pesa cerca de 2700gr

O bebé com 36 semanas de gestação, apresenta uma pele mais lisa e já tem gordura suficiente depositada sob a pele para permitir a regulação da temperatura após o parto. 
Pode ainda haver alguma vérnix, as bochechas estão mais rechonchudas e a lanugem está a desaparecer aos poucos.
O bebê poderá já ter a cabeça coberta por cabelos, e as sobrancelhas e as pestanas estão completamente formadas. 
Os músculos estão cada vez mais fortes, os bebés já têm reacções, memórias e as suas células cerebrais continuam a desenvolver-se,
Os pulmões ainda estão em formação e o bebé produz cerca de 600 ml de urina/dia que é libertada no líquido amniótico.
Quando o bebê está acordado, os olhos permanecem abertos. Ele reage à luz e mexe-se normalmente, contudo, passa a maior parte do tempo a dormir.

O nascimento do bebê está próximo e agora é hora de pensar em alimenta-lo.
A única fonte de alimentação nos primeiros 6 meses deve ser leite: ou o materno - que é o mais recomendado - ou, na impossibilidade de oferecer este: fórmulas de leite artificial. 

Sintomas desta semana:

- Muito sono
- Memória de grávida (esquecer-me das coisas, de consultas e muitas vezes daquilo que estava a dizer naquele exacto momento)
- Dormir à noite está difícil por causa da azia.
- O apetite mantém-se.
- Tenho bebido mais água
- A ciática do lado esquerdo continua.
- Lavei a roupa toda do pequeno e esta semana vou preparar o saco para o hospital
- Tive a ultima ecografia hoje de manhã e está tudo normal. 
- Desejos: melancia, cheese puffs - um género de cheetos, donuts e melão.


Eco
Baby Vincent
36 Semanas
:

Aqui está a carinha do rapaz em perfil, com a mão na cabeça e nariz.
Óbvio que não se entende muito bem, a não ser que sejam especialistas ou que tenham alguma prática....
Assim sendo, para aqueles que acham mais difícil "entender" o que é o quê...deixo mais abaixo a mesma ecografia com legenda (eheheheheh)
Não está perfeito, mas ficam com uma ideia...






Com amor,
IE

Monday, 13 June 2016

Gulodices à segunda - Anel de queijo e fiambre

Esta deve ter sido a receita que mais me apareceu nos feeds do Facebook durante a semana passada...
Nem entendo porquê...

Ainda não coloquei em prática, mas prometo que brevemente faço esta receita! S
Só preciso de:
- ter todos os ingredientes
- e uma vontade enooorme de comer esta delícia dos Deuses!
(claro que terei ajuda...estou grávida, mas não como por 6!)

Mais uma vez....canal Tasty no YouTube




Achei que não precisava de colocar aqui os ingredientes e o passo a passo, visto que o vídeo é bastante elucidativo.
No entanto, se alguém precisar de tradução, terei todo o gosto em fazer...

Hmmmm
Tem ou não excelente aspecto...???

Com amor,

IE

Sunday, 12 June 2016

Resumo da semana ao domingo

Segunda feira começou em grande esta semana!

A senhora dona Táta foi para a cama às horas habituais no domingo passado, só que por volta da 1h e picos da manhã, resolveu acordar a chorar e tive de a ir buscar e deitar na minha cama.
Até aí tudo ok....se ela não tivesse acordado às 5h da manhã...
Sim...5h!
Fiquei para morrer e parecia um zombie pela casa. Como o maridão está de noite, não tive muita sorte em recuperar o sono durante o dia...porque, ele sim, tinha de dormir.

O landlord também veio cá a casa finalizar (penso eu de que) a questão das abelhas. Acho que agora é que a coisa ficou resolvida, mas ele teve de tirar o aquecedor da parede do quarto para tapar os buracos por onde as meninas andavam alegremente a entrar! O que é certo é que não recebemos mais visitas dessas meninas no quarto...
Como não há bela sem senão, aproveitou e arranjou também o nosso belo lavatório da casa de banho, que do nada, começou a deitar água por baixo.
Às vezes parece que um mal nunca vem só...mas como se costuma dizer...

"Tu sabes que boas coisas estão a caminho quando tudo parece correr errado. A antiga energia está-se a limpar para a nova energia chegar. Sê Paciente!" 

Terça feira - aproveitei o dia e fui descansando enquanto podia. A Táta dormiu uma sesta pequena de manhã (yeahhhhhhhhhh!)...e depois foi a horas normais para a cama. Eu aproveitei e fiz os mesmos horários que ela.

Na quarta feira tivemos a nossa consulta de midwife!
Tudo OK com o "piqueno" e confirma-se que o problema que tenho na perna - as tais nódoas negras e a dor perto do joelho - são varizes!
Esta gravidez deixa-me o lado esquerdo todo para obras!
Fui recomendada a marcar uma consulta com o médico de família, mas fui também avisada que por estar nesta situação, não me vão fazer nada por agora!

Quinta feira foi dia de compras. Andámos praticamente toda a tarde entre este e aquele supermercado. Estivemos a ver promoções e outras coisas que precisávamos de comprar para o nosso pequeno projecto do quintal.

Sexta feira chegou e com ela vieram uns raios de sol e o calor.
Óptimo...
porque foi exactamente o dia que escolhemos para arranjar o nosso jardim das milhares de ervas daninhas.
Foi também o dia em que me esqueci completamente que tinha uma consulta de fisioterapia...e como tal, faltei sem avisar!!!

Aqui está o nosso trabalho de equipa!

Antes:



Tudo desnivelado e cheiro de ervas...

E o depois





Tudo já limpinho, arranjadinho e sempre sobre o olhar atento da dona Táta!
Só nos falta mesmo o set de mesa+cadeira+guarda-sol para começar a fazer os nossos pequenos almoços na rua!
Ao fim do dia, ainda tivemos oportunidade de estar com duas amigas nossas e claro está...colocámos muitos dedos de conversa em dia!
Quando se juntam "gralhas"...ninguém as consegue calar! Quer dizer, a Táta consegue, que fez birra para nos virmos embora!!!

Sábado foi dia de "aldeia da roupa branca"...
OK!!! neste caso, "roupa azul"!

Os nosso planos eram ir a Londres visitar a primeira feira portuguesa...mas infelizmente o maridão foi chamado para trabalhar e acabámos por ficar só eu e a Táta em casa.
Apesar de ter acordado às 4 da manhã com um ataque de despertina - consegui finalmente despachar a roupa toda do Vicente.
Durante a manhã esteve muito pouco sol e abafado. Consegui aproveitar umas duas horas e pus a roupa lá fora no quintal. Contudo, da parte da tarde fomos bafejados por uma chuvada dos deuses - ainda bem que achei que ia chover e trouxe a roupa toda para dentro. Só não adivinho o euro milhões...Tudo lavado mas - infelizmente - não está tudo seco!

Hoje fomos buscar logo de manhã o novo assento de balouço da pipoca e ainda fomos comprar comida para os gatitos.
Assim que chegámos a casa, o maridão foi-se deitar porque começa hoje as noites...A Táta, por não ter dormido nada durante o dia, acabou por  - depois da banhoca e da ida do pai para o trabalho - se ir deitar também.

Eu muito sinceramente, acho que vou aproveitar o barco, ver um filme na cama e esperar que o sono venha rápido, porque as últimas noites têm sido complicadas.

Estou aqui firme e preparada para mais uma semana que vai começar...

Ansiosa porque terça feira tenho o meu ultimo scan....Confesso! Estou desejosa de voltar a espreitar o Sr. Vincent aqui no seu T0!

Espero que tenham todos uma excelente semana,
Beijos mil

Com amor,

IE

Saturday, 11 June 2016

Arte ao sábado - "Pandora" - John William Waterhouse


John William Waterhouse (1849-1917)
"Pandora", 1896
Óleo sobre tela
 91cmx152cm
Colecção particular
Movimento Pré-Rafaelista

Com amor,

IE

Friday, 10 June 2016

Menu semanal à sexta - 13 a 19 Junho

Aqui está o nosso menu semanal!!!!

Esta semana vamos aproveitar as batatas que estão cá em casa. Da última vez que fomos às compras, encontrámos batatas em promoção (sempre um bónus) e resolvemos trazer.
Assim sendo, pratos como batatas fritas caseiras, batata cozida, puré de batata e a já tradicional sopinha fazem parte do menu.

Bom, bom...era uma travessa de marisco, caracóis e uma francesinha!

Ai Portugal, Portugal....que falta me fazes!





Espero que gostem,
Bons cozinhados!!!

Com amor,

IE